iG São Paulo

Mais de um milhão de estudantes já solicitaram o aditamento pela internet; alunos devem validar informações inseridas pela faculdade no sistema

De acordo com o FNDE, cerca de 1,28 milhão de contratos do Fies devem ser aditados neste semestre

De acordo com o FNDE, cerca de 1,28 milhão de contratos do Fies devem ser aditados neste semestre

Foto: Reprodução

Os estudantes que ainda não concluíram a renovação do contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem ficar atentos, pois o prazo final termina nesta quarta-feira (31). Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), até o final da tarde da segunda-feira (29), 1.051.220 alunos já haviam concluído o aditamento, correspondendo a cerca de 83% de 1,28 milhão de contratos previstos para este semestre.

?Nós prorrogamos o prazo de aditamentos do Fies este semestre para garantir que todos os estudantes tivessem tempo suficiente para realizar o procedimento?, explicou o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Silvio Pinheiro, alertando aos estudantes que se apressem para não perder o prazo.

Os contratos do programa de financiamento devem ser renovados a cada semestre e o pedido de aditamento é feito inicialmente pelas faculdades e, em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no Sistema Informatizado do programa (SisFies).

No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa levar a documentação comprobatória ao agente financeiro para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.

Leia também: Mais de 600 mil candidatos tiveram problemas de acesso à inscrição do Sisu

Além de renovar os contratos vigentes, também será possível até essa data, fazer a transferência integral de curso ou de instituição de ensino, bem como solicitar a dilatação do prazo de utilização do financiamento.

Programa

O programa oferece financiamento a estudantes em cursos de instituições privadas de ensino superior. A taxa efetiva de juros do programa é de 6,5% ao ano. O percentual de financiamento é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

O candidato deve ter renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa. Neste semestre, o governo reduziu o teto do financiamento aos estudantes. O limite mensal do programa passou de R$ 7 mil para R$ 5 mil A oferta de vagas do programa dá prioridade aos cursos de engenharias, formação de professores e áreas de saúde.

Leia também: Candidatos transexuais ou travestis poderão pedir uso de nome social no Enem

Além das áreas prioritárias, o programa valoriza os cursos com melhores índices de qualidade em avaliações do Ministério da Educação. Para participar do Fies é preciso ter tirado pelo menos 450 pontos na média das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não ter zerado a redação.