iG Delas

Tem farinha de amêndoas, de coco e até de casca da maracujá. E elas viram bolos, tortas e biscoitos saborosos e que não pesam na dieta

É muito comum começar uma dieta para perder peso ou mesmo uma reeducação alimentar e riscar a farinha branca do cardápio. Mas com essa restrição, há o risco de deixar pães, bolos, tortas e outros preparos de lado. A opção para isso é adotar o uso das farinhas low carb. 

Farinhas low carb servem de base para bolos%2C biscoitos e outros preparos

Farinhas low carb servem de base para bolos%2C biscoitos e outros preparos

Foto: shutterstock


Leia também: Dieta low carb: tire dúvidas e veja sugestão de cardápio para uma semana

Como explica a nutricionista comportamental Patrícia Cruz, as farinhas low carb são geralmente ricas em fibras e isentas de glúten. Por isso, elas são indicadas para aqueles que sofrem de doença celíaca ou tem alguma restrição ao glúten e também para quem busca uma alimentação mais balanceada e rica em nutrientes. 

As farinhas brancas, no geral, são carboidratos de alto índice glicêmico, ou seja, produzem picos de açúcar na corrente sanguínea. Tais picos ajudam para o acúmulo de gordura e também levam embora a sensação de saciedade mais rapidamente. São aqueles produtos que te satisfazem e fornecem energia naquele momento, mas que não vão te manter com a sensação de estar “cheio” por muito tempo. 

Já as versões low carb contém mais fibras, que auxiliam no processo de digestão e fazem com que se sinta saciado por mais tempo. Elas também são alternativa para quem segue uma dieta low carb ingerir pães, bolos e esses preparos, como lembra Patrícia. 

Leia também: Farinha de feijão branco é aposta das dietas de emagrecimento; veja como usar

Quais são as farinhas low carb e como usar?

Patrícia faz uma lista de algumas farinhas de baixo carboidrato que você pode fazer em casa e ainda dá dicas de algumas receitas. 

1. Farinha de amêndoas

É um produto rico em vitamina E e antioxidantes, além de ser fonte de fibra. Também não contém glúten. 

Para preparar, leve ao forno as amêndoas sem casca, em temperatura alta, por 10 minutos. Não use sal ou óleo neste preparo. Depois desse tempo, deixe esfriar e bata no liquidificador até obter a textura de farinha. 

Patrícia sugere um pão com a farinha de amêndoas

Ingredientes

  • 2 xícaras de farinha de amêndoa
  • 1 colher (sopa) de fermento biológico
  • 1 colher (café) de sal rosa
  • 3 ovos inteiros
  • 2 colheres (sopa) de óleo vegetal (canola, milho, soja, girassol)

Preparo:

Bata os ovos e reserve. Em um recipiente, misture todos os ingredientes secos. Em seguida, screscente os ovos batidos e o óleo e misture novamente. Unte uma forma de bolo inglês com óleo vegetal e leve ao forno médio por 35 minutos.

2. Farinha de semente de abóbora

Mais uma opção rica em fibras e também repleta de ácidos graxos poli-insaturados e monoinsaturados. Ainda é fonte de ferro, magnésio e potássio. Patrícia ainda diz que essa é uma farinha rica em proteína e que ajuda no controle da fome e da dislipedemia (níveis elevados de gordura no sangue). 

Para preparar a farinha, o primeiro passo é lavar as semente da abóbora e se certificar que não há qualquer vestígio da polpa do legume. Deixe as sementes limpas de molho por quatro horas. Depois desse tempo, escorra a água do molho e espere as sementes secarem por uma hora. Então, leve ao forno médio até que elas fiquem torradas, lembrando de mexer de vez em quando. Depois de fria, bata as sementes no liquidificador até obter a textura de farinha. 

A semente de abóbora combina com a receita de forminhas de chocolate amargo

Ingredientes:

  • 120g de chocolate escuro 70% cacau
  • 10 nozes picadas grosseiramente
  • 2 colheres (sopa) de coco em fita
  • 1 colher (sopa) de semente de abóbora sem sal
  • Sal rosa

Preparo: 

Separe 10 forminhas de cupcakes. Para começar, derreta o chocolate no microondas e adicione o chocolate derretido nas forminhas. Em seguida, adicione nozes picadas, os chips de coco e as sementes de abóbora. Salpique um pouco de sal. Deixe esfriar e guarde na geladeira.

3. Farinha de nozes

Mais uma na lista dos itens isentos de glúten que pode dar um sabor especial ao bolo do café da tarde. 

Para obter a farinha de nozes, o processo é parecido com a de amêndoas. Leve as nozes descascadas ao forno em uma assadeira e espere até que elas fiquem douradas. Depois de esfriar, bata no liquidificador. 

Leia também: Alimento seca barriga? Nutricionista fala dos benefícios da farinha de amora

4. Farinha de castanha de caju

O diferencial desse item é que ele é rico em gordura mono e poli-insaturadas, além de conter magnésio e zinco. Uma sugestão de Patrícia e consumi-la como uma cobertura para salada de frutas. 

O preparo é o mesmo da farinha de nozes, assando as castanhas e, depois, batendo no liquidificador. 

5. Farinha de coco

Essa versão também tem gorduras boas, além de fibras, proteínas e uma quantidade pequena de carboidrato. Assim como a anterior, combina com salada de frutas. A nutricionista diz também que ela é ótima para ser ingerida com iogurte. 

Ela é feita do bagaço do coco. Para preparar, retire a água do bagaço leve ao forno em temperatura média. O bagaço deve ser assado por 3 a 4 horas ou até ficar dourado. Para finalizar, mais uma vez use o liquidificador, assim como no caso das outras farinhas low carb. 

Farinhas podem ser usadas no preparo de pães integrais e de baixo carboidrato

Farinhas podem ser usadas no preparo de pães integrais e de baixo carboidrato

Foto: shutterstock


A farinha também é base para um pão de coco salgado: 

  • ¾ xícara (chá) de farinha de coco
  • 2 colheres (sopa) de sopa de pó de casca psyllium em pó
  • 1 colher (café) de fermento em pó
  • 1 colher (chá) de sal rosa
  • 6 colheres (sopa) de óleo vegetal (canola, girassol, soja)
  • 2 xícaras (chá) de água fervente
  • Óleo vegetal para dourar 

Preparo

Em uma tigela, misture todos os ingredientes seco. Em seguida, adicione o óleo. Depois, ferva a água e misture bem e deixe descansar por cinco minutos. Note que a massa ficará firme.
se for preciso, adicione um pouco mais de farinha de coco.

Divida em 6 ou 8 peças e com rolo de massa, forme discos. Em uma frigideira antiaderente, coloque um pouco de óleo vegetal e os discos. Frite no fogo médio até ganhar uma boa cor dourada. Aqueça o forno a 140° F (70 ° C) e o use para manter o pão quente.

Para incrementar, derreta a manteiga e coloque alho recém-espremido. Aplique a manteiga derretida sobre os pedaços de pão usando uma escova e salpique um pouco de sal.

6. Farinha de casca de maracujá

Sim, até a casca dessa fruta, que geralmente é desperdiçada, vira um produto rico em fibras e que ajuda no controle do colesterol e glicemia. 

Para preparar, lave bem o maracujá, retire toda a polpa e leve a casca ao forno. O tempo para assar em forno médio é aproximadamente 30 minutos. Lembre-se de mexer de vez em quando. Depois, repita dos processos das outras farinhas low carb, esperando esfriar e usando o liquidificador. 

7. Farinha de banana verde

Essa fruta vira biomassa, que serve de base de diversos preparos de alimentos veganos e que cabem na dieta. A farinha contém vitamina C e cálcio e, de acordo com Patrícia, ajuda a dar conscistência e sabor a pães. 

O preparo é semelhante aos outros. O primeiro passo é lavar bem a banana verde. Depois, corte em rodelas e leve ao forno até que elas fiquem secas. Deixe o forno na temperatura baixa. Depois de esfriar, bata no liquidificador. Se quiser uma farinha mais fina, passe na peneira. 

8. Farinha de pipoca

Diferente das outras farinhas, essa já vem pronta. Você pode encontrar esse produto em mercados e lojas especializadas e, segundo Sabrina Schmidt, dona da receita, o alimento é feito a base de milho especial de pipoca expandido e é processado em moinho. O resultado é um produto de baixa caloria e também sem glúten e com uma boa quantidade de antioxidantes. Além disso, diferente da farinha de tapioca, por exemplo, tem baixo índice glicêmico. 

Ela também entra no preparo de bolos, como esse mini bolo de paçoca, bem menos calórico que uma versão feita com farinha branca: 

Mini bolo de paçoca com farinha de pipoca

Mini bolo de paçoca com farinha de pipoca

Foto: Divulgação


  • 1 ovo
  • 2 xícaras de Farinha de Pipoca da Pipoca de Colher
  • 1/2 xícara de leite (sem lactose ou vegetal)
  • 1 colher café de fermento em pó
  • 1/3 xícara açúcar orgânico 

Recheio e cobertura:

  • 2 latas de leite condensado
  • 1 pacote de amendoim torrado e moído de 200g

Preparo

Unte uma assadeira com gordura a sua escolha. Bata os ovos com o açúcar em uma batedeira e depois acrescente a farinha e o leite. Quando a massa ficar homogênea, acrescente o fermento. Não fica uma massa líquida, mas mais firme. O resultado é um bolo macio e molhadinho. Coloque a massa na forma e asse em forno médio já pré-aquecido até conseguir espetar o palito no bolo e ele sair sequinho.

Para a cobertura e recheio, coloque em uma panela o leite condensado e o amendoim moído e cozinhe, sempre mexendo como um brigadeiro até engrossar e pronto. Não deixe ficar muito duro, pois quando esfria ele endurece ainda mais

Uma curiosidade é que essa receita não leva manteiga ou óleo, já que a farinha de pipoca não combina com gorduras. Vale lembrar dessa dica em outros preparos. 

No final, a nutricionista Patrícia Cruz diz ainda que o melhor caminho para as farinhas low carb é experimentar. Arrisque-se nos preparos até conseguir como resultado um “alimento rico nutricionalmente e com a textura mais agradável ao paladar”, diz.