A população do Ceará será beneficiada com a ampliação de serviços de urgência e emergência. Três Unidades de Pronto Atendimento do estado vão receber, no total, dois milhões e meio de reais por ano. Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, os municípios podem contar com o apoio do governo federal.

“O nosso compromisso é de que o prefeito coloca a UPA em funcionamento e, em 2 meses nós estamos pagando o financiamento integral desta unidade, dando previsibilidade ao investimento que o prefeito tem que fazer, e flexibilizando o uso desses prédios como unidade de pronto atendimento 24 horas, mas de uma estrutura de custeio que complemente as demais ações de saúde que o prefeito já tem na sua cidade”.

 

O objetivo das UPAs é prestar atendimento aos pacientes que estão em situação de urgência e emergência e oferecer os primeiros socorros nos casos de natureza cirúrgica e de trauma. Hoje, 97% dos atendimentos realizados nessas unidades têm resolução na própria UPA.