Home / Mundo / No Miss Universo, Júlia Horta homenageia jogadora Marta e protesta

No Miss Universo, Júlia Horta homenageia jogadora Marta e protesta

07/12/2019 às 16:45:24

Em tons de rosa e esvoaçante e jogadora de futebol! Esses são os principais detalhes, respectivamente, do vestido e do traje típico que a mineira Júlia Horta, 25, vai apresentar na preliminar do Miss Universo 2019, na noite desta sexta-feira (6) em Atlanta (EUA). A final acontece no próximo domingo (8).

O concurso realiza a tradicional etapa preliminar para escolher as finalistas do show, por meio de um corpo de jurados técnicos. Na final, o júri artístico, composto por convidados, decide a vencedora. De cor pink, com fenda e decote de um ombro só, o vestido possui sobreposições de tecidos e uma camada de glitter.

O estilista paulistano Marcelo Quadros é quem assina, pela primeira vez, o traje de gala da Miss Brasil 2019. “Usei um tecido super leve como o georgete e acrescentei uma camada de brilho para ela ‘causar’ na preliminar. O modelo é sensual, sofisticado e bem glamouroso, assim como ela”, diz Quadros.

Ele criou um vestido esvoaçante, mas que, ao mesmo tempo, ressalta e valoriza as formas da miss. Para ele, a peça traz a “leveza certa para desfilar, e exala sensualidade e transforma a mulher numa deusa poderosa”. Quadros também já participou de coleções em semanas de moda internacionais e já vestiu celebridades brasileiras, como Claudia Raia, Pathy de Jesus, Ellen Jabour, Marília Mendonça e Isis Valverde.

JOGADORA DE FUTEBOL

Para o traje típico, Horta vai usar uma criação do estilista amazonense Helerson Maia. O traje é inspirado na jogadora de futebol Marta Silva, que já foi eleita como a melhor do mundo por seis vezes, um recorde não apenas entre mulheres, mas também entre homens.

A ideia da miss é aproveitar a audiência do concurso para chamar a atenção do mundo para desigualdade de gênero. Mantido em segredo, guardado a sete chaves por toda a equipe, a luxuosa fantasia está avaliada em R$ 15 mil e demorou cerca de 20 dias para ficar pronta.

Helerson é um dos maiores artistas de Parintins, cidade conhecida pelo tradicional Festival Folclórico de Parintins e também assinou o traje típico do Brasil na edição anterior do Miss Universo.

No domingo, um grupo de 90 candidatas do mundo todo disputa a coroa da filipina Catriona Gray, 25. No palco, o humorista americano Steve Harvey -aquele do erro do anúncio da vencedora-, será o apresentador pela quinta vez consecutiva.

O Miss Universo é considerado uma das mais importantes competições de beleza ao lado do Miss Mundo, e chega agora à sua 68ª edição. No Brasil, ele será transmitido (com atraso) a partir das 23h30 pela Band e no portal da emissora, apresentado por Renata Fan, Miss Brasil 1999. Além disso, há opções na TV paga e na internet.

 

UOL

Compartilhar

Veja Também

5 de Junho: 39 anos da descoberta da Aids no mundo

05/06/2020 às 14:30:00 Há 39 anos, no dia 5 de junho de 1981, o Centro ...