Home / Brasil / Governador de SP anuncia fim do trabalho de buscas dos bombeiros no prédio que desabou

Governador de SP anuncia fim do trabalho de buscas dos bombeiros no prédio que desabou

14/05/2018 ás 07:00

O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), esteve na manhã deste domingo (13) no local do desabamento do prédio Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo, e anunciou o fim das buscas dos bombeiros após 13 dias de trabalho.

“A gente não tem a expectativa de mais nada, o máximo que a gente pode fazer do ponto de vista de profundidade é essa. O resto [dos corpos] não deve ter mais existência, deve ter sumido junto com toda a situação, porque é muito calor e o corpo desaparece praticamente, é comum nesse tipo de tragédia”, afirmou.

Cerca de 1.700 homens da corporação trabalharam nos escombros do edifício revezando turnos de 12 horas, inclusive bombeiros do interior de São Paulo e alunos do curso de formação. Cerca de 3 mil toneladas de entulhos foram retirados do local do acidente.

De acordo com o governador, a Prefeitura vai definir o que fará com os escombros agora. “Toda essa terra que está fora vai entrar para dentro daquele buraco para tentar estabilizar o terreno e permitir que todos esses lugares aqui em volta fiquem, dentro do possível, mais normais. Daqui pra frente a Prefeitura tem que dar uma destinação ao terreno”, disse.

O governador ressaltou que com a saída dos bombeiros do local, o terreno passa a ser de responsabilidade da administração municipal. “A partir de agora a gente entrega à Prefeitura para que ela possa dar um destino melhor da área, já que a área é federal. O prefeito já me disse que vai requisitar a área, a gente vai estudar a questão dos prédios laterais, tem três prédios que estão interditados.”

A previsão é que, ainda nesta semana, sejam colocados tapumes circundando o terreno do acidente. Em nota, a Prefeitura disse que a retirada de entulho e liberação das vias ao redor devem “se estender pela próxima semana”.

Ainda segundo a administração municipal, o entulho recolhido “terá destinação definida pelo governo federal que é o proprietário do imóvel e, consequentemente, responsável pelo material”.

Procurado, o governo federal afirmou, em nota, que “a Superintendência do Patrimônio da União em São Paulo (SPU/SP) está aguardando a liberação do terreno pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil para iniciar as tratativas com a Prefeitura de São Paulo sobre a destinação do imóvel”.

“De forma que, assim que o local estiver liberado, o governo federal também decidirá o destino dos entulhos”, disse o comunicado.

Nesta segunda (14), engenheiros contratados pela seguradora dos prédios interditados farão vistorias no interior dos edifícios. Se não houver problemas estruturais, devem encaminhar documentos a Prefeitura solicitando o fim da interdição.

G1

Compartilhar

Veja Também

Enem registra mais de 5 milhões de inscritos; prazo termina amanhã

17/05/2018 às 14:24:43 Os estudantes que querem fazer a prova do Exame Nacional do Ensino ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *